Depois de todas as vinícolas, ainda teve muito mais! O vinho me fortaleceu (risos).
Conheci Santiago dos parques,  museus,  restaurantes, bibliotecas. Da cultura, gastronomia e esportes!
É uma cidade com alma européia!


CULTURA
Partindo da estação de metrô Baquedano, as conexões Bellas Artes e Quinta Normal nos levam a três museus sensacionais!
O Museo Nacional de Bellas Artes é clássico e lindo. Sua arquitetura está à altura de sua importância. Peças permanentes, originais e réplicas perfeitas, e exposições sazonais levam os visitantes a outro plano. Tive o prazer de visitá-lo na época de uma exposição de fotografias, “Cuidese  mucho”, da artista francesa Sophie Calle. Combinou comigo! 
Fui  caminhando. O percurso de meu hotel era agradável e relativamente curto. Mas a estação de metrô é logo ao lado.

Museo de Bellas Artes


O Museo Nacional de História Natural  do Chile  foi outra agradável surpresa. Fui pela manhã. Estava praticamente vazio. Me perdi em seus corredores repletos de recursos audio-visuais. Os animais embalsamados já extintos e típicos da região são uma curiosidade. Foram novidade para mim!
A carcaça da Ballena Sei (Rorquat Boreal) , também em vias de extinção,no salão central, impressiona.
Mais uma vez tudo é muito suntuoso e organizado.


Chega -se a ele pela estação de metrô Quinta Normal. A mesma do Museo  de la Memoria y los Derechos Humanos, que fica logo em frente.
Esse não estava no meu roteiro. Fui acompanhando uma amiga de vinícola. Vou ser sempre grata a ela por essa experiência!! O museu é chocante…a “Era Pinochet” nos seus mínimos detalhes. Arrepia! É uma lição de vida. Sai de lá diferente.
Haviam muitos alemães e americanos visitando. Justificado! Senti falta dos brasileiros… infelizmente. 
Viajar também é cultura, folks!!!!!
Sua arquitetura é moderna. Foi feita nesses moldes intencionalmente, para dividir o presente do passado violento! Super aula de história.

Arquitetura moderna


Nota: a entrada nos três museus é  gratuita!


PARQUES
Em cada museu existe um parque incrível em frente. É até difícil descrevê-los. Vou me ater aos detalhes da limpeza, silêncio, ausência de grades ou cercas e…. à presença de muitos cães!!! Adoro! Alguns passeando com os donos e tantos outros dos próprios parques. A prefeitura de Santiago tem um programa para adaptação de cães abandonados aos parques públicos. Os animais são dóceis, muito bem tratados. Têm abrigo, comida, carinho… um exemplo! 

Casinhas dos cães do parque


Das duas grandes bibliotecas, a do Chile e a de Santiago, devido ao tempo,  só consegui ir à Biblioteca Nacional del Chile. Próxima ao Cerro Santa Lucia . Acervo fantástico. Obras de arte distribuídas num prédio histórico. Ambiente bem intelectual. Bom demais!


GASTRONOMIA
A parte gastronômica da viagem foi à altura dos passeios: prato de king crab com uma meia garrafa de Sauvignon Blanc no El Galeon no Mercado Municipal; um belo espresso e suco de laranja na Brasserie du  Castillo Forestal no Parque Forestal de Santiago (em frente ao museu de belas artes). Miguel e  Daniel  extremamente gentis. Massa com Carmenère en El Comedor Central, circundado por prédios históricos. Mega burger no Hard Rock Café dentro do Shopping La Costanera Center. El pisco (bebida fortíssima e deliciosa) no Local Paraíso numa tarde de domingo com a nova amiga. Ceviche com pisco (um carinho) numa noite agradável em La Moneda… Tudo fica na lembrança!!
Subi o tradicional Cerro Sán Cristóbal com minha amiga de vinícola. Fonicular (bonde) alto e assustador. Mas a vista vale o pânico. A descida foi de teleférico comendo churros deliciosos…. just fun!

Mercado Municipal de Santiago
Brasserie du Castillo Forestal
El Comedor Central
Hard Rock Cafe
El pisco
teleférico
Vista da cidade
Fonicular (bonde)


EXTRAS 
Meus 10k foram cumpridos da melhor forma. Corrida em Providência (bairro bacana), domingo cedo, com outros corredores…. meu estilo!!! Essa vai para o arquivo.

10k em solo chileno


Minhas caminhadas pela Calle Augustinas foram muitas.  Rua de comércio e serviços, onde fica minha agência de viagens e as casas de câmbio; do cafezinho com croissants deliciosos (London Coffee). Virei quase local!
O Palácio del la Moneda (gobierno), era meu vizinho. Passei por lá todos os dias…um show!

Já deu para perceber que , quando viajo, é com propriedade! Volto mais cansada do que estava antes de ir. Mas as memórias … essas são eternas. Valem cada passo!!!

Santiago night lights …las ultimas luzes del verano!!!! floor 24, Calle San Martin. Downtown.

Dessa vez não precisei da ajuda da agência. Mas passei por lá várias vezes visitar minhas amigas em solo chileno.

Ainda não terminei… A seguir “The Deepest Blue”!!!! Aguardem….